EVI: O que é? Como interpretar?

      O EVI (Índice de Realce da Vegetação – Enhanced Vegetation Index) é um índice de vegetação desenvolvido por Huete et al (2002) como um produto do sensor MODIS. Ele é uma variação do NDVI, sendo aprimorado em relação à redução de influências atmosféricas e do solo. Seu valor vai de 0 a 1, onde os valores mais próximos de 1 indicam um maior acúmulo de biomassa. Assim como o NDVI, o EVI reflete os parâmetros biofísicos da vegetação. É importante notar que o NDVI é mais sensível à presença de clorofila e outros pigmentos responsáveis pela absorção de luz na banda do vermelho, enquanto o EVI é mais sensível a variações na estrutura do dossel.

      O NDVI apresenta picos de saturação em áreas de acúmulo de biomassa, o que o torna pouco sensível à detecção de variações no aumento da biomassa vegetal a partir de uma determinada fase de crescimento das plantas. Tal acúmulo de saturação se dá em função dos efeitos aditivos de ruídos atmosféricos e acaba superestimando os valores de biomassa. Além disso, ele ainda é muito sensível à claridade de fundo de dossel.

      Dessa forma, o desafio de Huete foi desenvolver um índice que fosse mais sensível às alterações de biomassa vegetal e que não apresentasse este problema de saturação. Assim, o EVI foi desenvolvido para promover a redução das influências atmosféricas e do solo de fundo do dossel no monitoramento da vegetação, sendo mais sensível às alterações do dossel em comparação com o NDVI, principalmente em áreas de maior densidade de biomassa. Ele é calculado conforme a fórmula abaixo:

EVI

Onde:

 – ρivp = valores de reflectância para infravermelho próximo;

– ρv = valores de reflectância para o vermelho;

– ρa = valores de reflectância para o azul.

 Os valores para as constantes são: G = 2,5, L=1,  C1= 6 e C2 = 7,5.

      Para verificar a eficácia do EVI em frente ao NDVI, Huete et al (2002)) compararam os valores encontrados para cada índice em todas as áreas de acúmulo de biomassa terrestre.. Ele observou que os valores de EVI foram inferiores aos de NDVI. Isto ocorreu devido à redução do efeito de saturação presente no NDVI. Portanto, o EVI havia superado as limitações do NDVI neste quesito. O gráfico abaixo ilustra a diferença entre os valores de EVI e NDVI conforme se aumenta a densidade da vegetação. Para as áreas de cerrado, não houve diferença significativa entre os valores. Já para áreas florestais, que são mais densas, o NDVI atingiu valores próximos a 1, em função do efeito da saturação, enquanto o EVI ficou na faixa de 0,5.

EVI curso

     Atualmente, são desenvolvidos diversos trabalhos comparando esses dois índices no sentido de verificar sua aplicabilidade para o monitoramento de lavouras, além de avaliar a sensibilidade do EVI para áreas de elevada biomassa. Agora que você já conhece e sabe interpretar o EVI, você também pode entender melhor sobre o NDVI pelo nosso artigo.

0respostas em "EVI: O que é? Como interpretar?"

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 

CADASTRE-SE PARA RECEBER NOVIDADES